Colinas

Hospital Municipal de Colinas do Tocantins tem serviços de obstetrícia e internações suspensos; Prefeitura disse que é para reforma

Conforme nota da Prefeitura, neste período de reforma, os serviços de obstetrícia e internações ficarão suspensos temporariamente, a partir do dia 17 de setembro de 2018

Foto: Divulgação
  • Assessoria de Comunicação
  • 13 de setembro de 2018

Moradores de Colinas e regiões vizinhas que utilizam os serviços hospitalares do Hospital Municipal de Colinas do Tocantins foram pegos de surpresa com a nota da Prefeitura, que explica: O local ficará com os serviços de obstetrícia e internações suspensos temporariamente para a reforma.

Nas redes sociais muitos protestaram compartilharam a nota e demostraram tristeza. A direção do HMC explica que com as atividades contínuas, a deterioração da estrutura física do local torna-se evidente, como, rachaduras nas paredes, infiltrações no teto, instalações elétricas expostas, desgaste dos pisos entre outros fatores que contribuem para o risco iminente ao usuário e prestadores de serviços do hospital.

“Para que sejam evitados riscos, de lesão direta ou indireta, infecções hospitalares recorrentes, acidentes de trabalho, e para dar maior conforto e melhores condições de atendimento ao público, o hospital passará por uma reforma temporária visando adequar o local e os serviços de protocolos sanitários vigentes, afim de trazer a população de Colinas do Tocantins, um espaço seguro, agradável e eficiente”, diz trecho da nota.

Ainda conforme a nota, neste período de reforma, os serviços de obstetrícia e internações ficarão suspensos temporariamente, a partir do dia 17 de setembro de 2018. Os atendimentos serão apenas de urgência e emergência. Portanto as gestantes, os partos e as internações serão encaminhadas a outros hospitais de referência dos municípios vizinhos.

 

 

Deixe seu comentário: