Política

Marlon Reis considera que Amastha "perdeu aliados" por não ter dado a devida importância a eles e por isto abandonaram o seu projeto

Carlos Amastha queixou-se ao candidato Marlon Reis (REDE) pela saída dos partidos PTB e PC do B de sua base.

Foto: Divulgação
  • Ricardo Almeida
  • Da Redação
  • 24 de agosto de 2018

Em encontro de governadoriáveis promovido pela Federação da Indústria do Estado do Tocantins (FIETO), na noite desta quinta-feira (24), o candidato a governador pelo PSB, Carlos Amastha queixou-se ao candidato Marlon Reis (REDE) pela saída dos partidos PTB e PC do B de sua base ao qual acusa Reis de ter sido o pivô da separação dos “antes” parceiros de lutas.

Questionado na tarde desta sexta-feira 24, Marlon Reis disse que Carlos Amastha não deu importância aos seus lideres, “Na verdade ele [Amastha] veio se queixar pela perca de seus antigos companheiros, mas pelo que eu sei a saída deles se deram por se sentirem sem nenhuma significância no projeto”.

Campanha na rua

O candidato da Rede, Marlon Reis defendeu uma campanha diferenciada sem que haja segundo ele a compra de lideres e sim a busca de pessoas comprometidas com a verdadeira e boa política em prol de fato da população. “Diferenciei minha campanha, mostrando que o nosso problema existe falta de gestão e isto existe desde a criação do Tocantins e precisa urgentemente ser erradicado”, comentou Reis.

O candidato tem procurado lideranças sociais e diz não fazer campanha de compra de apoio.

 

 

Deixe seu comentário: