Abreulândia e mais 12 cidades do Vale do Araguaia, criam consórcio público para realização de cirurgias eletivas em polos da região

Manoel Moura, apresentou a reportagem a sua preocupação em relação as pequenas doses recebidas pelo município

Da Redação

Treze cidades do Vale do Araguaia aderiram ao movimento de criação de um Consórcio de Gestores, que visa atender toda a região, no que diz respeito a instalação de polos de cirurgias eletivas para atender 13 prefeituras e também a pessoas acometidas com o novo coronavírus.  A informação e do prefeito de Abreulândia, Manoel Moura (PT), e deve oferecer quatro hospitais de pequeno porte para atendimento a toda população. 

A ideia do projeto é constituir um consórcio público para aquisição de equipamento para realização de cirurgias eletivas, bem como comprar medicamentos, insumos para o enfrentamento da Covid-19, diretamente para os municípios. ” Estamos criando este consorcio para atender nossa gente. Já fomos em Brasília, conversamos com a bancada federal, sobre este assunto e decidimos criar 04 hospitais de pequeno porte para atender o povo do vale do Araguaia”, garantiu Manoel Moura em breve entrevista ao jornal Diário Tocantinense

Cidades que serão polo

De acordo com o gestor, ficou decidido que as cidades de Araguacema, Lagoa da Confusão, Cristalândia e Divinópolis serão os pontos estratégicos para receber os pacientes de toda a região. 

Vacinas em passos lentos

Manoel Moura, apresentou a reportagem a sua preocupação em relação as pequenas doses recebidas pelo município de Abreulândia que foram no total de 740. Ao todo foram aplicadas 605 doses, equivalente a 15,51% da população.

“Nossa preocupação maior é com a lentidão na vacinação”, afirmou o gestor.

Boletim epidemiológico

Na cidade de Abreulândia, atualmente possui 257 casos confirmados, 09 casos ativos, 441 foram descartados, 03 pacientes tiveram reinfecção, 242 foram recuperados, 09 estão em isolamento e 06 foram a óbito.