Após requerimento de Vilmar, Governo assina ordem de serviço para recuperação da TO-070 e da TO-373

A região atendida pela rodovia possui grande produção agropecuária e agrícola, e por isso um tráfego intenso

Da redação

O deputado Vilmar (Solidariedade) comemora a ordem de serviço assinada esta semana pelo governador Wanderlei Barbosa para o início da recuperação da TO-070, entre Formoso do Araguaia e Dueré. O trecho possui 61 quilômetros e encurta o acesso à capital em cerca de 50 quilômetros.

Esta é a 19ª obra autorizada pelo Governo do Tocantins e faz parte do Plano de Pavimentação, Recuperação e Conservação de Rodovias, que destinará, até o final do projeto, R$ 700 milhões para a garantia de uma melhor trafegabilidade. 

A solicitação foi apresentada pelo deputado no último dia 17 de maio, na Assembleia. O deputado destacou se tratar de reivindicação dos moradores da região e também uma solicitação do vereador Josafá, de Formoso, que é parceiro do deputado Vilmar, e juntos pediram a união de forças para sanar o problema de forma definitiva.  Além do requerimento na Casa, o parlamentar também solicitou de ofício os serviços na rodovia à Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto).

A região atendida pela rodovia possui grande produção agropecuária e agrícola, e por isso um tráfego intenso, especialmente de veículos pesados responsáveis pelo escoamento da produção. Por isso, além de operação tapa-buraco, a rodovia receberá tratamento mais específico nos trechos mais deteriorados. O investimento na obra está orçado em R$ 28 milhões. 

Araguaçu a Alvorada, até a divisa com Goiás

Outra bandeira defendida por Vilmar há anos na Assembleia e junto aos órgãos de manutenção é a recuperação da TO-373, ligando Alvorada, Araguaçu e a divisa com o estado de Goiás. O trecho de 113 quilômetros também será recuperado pelo Governo do Estado. O investimento está orçado em R$ 59 milhões.

"São obras muito importantes que chegam para acabar com o sofrimento de anos de quem precisa trafegar diariamente por estas rodovias", completa Vilmar.