Brito Miranda paga fiança e deixa a cela na qual estava preso no QCG da Polícia Militar

Assessoria de Comunicação

José Edmar Brito Miranda, pai do ex-governador Marcelo Miranda (MDB), deixou a sala de Estado Maior na qual estava preso no Comando da Polícia Militar em Palmas após pagar fiança. A informação foi confirmada pela Justiça Federal.

Brito Miranda vai poder responder em liberdade, em função de seu estado de saúde delicado e idade avançada. Ele tem 85 anos. Entre as medidas cautelares que ele terá de cumprir, estão a proibição de contato com investigados na Operação Reis do Gado, que investiga crimes de corrupção no Tocantins, e o recolhimento no período noturno e aos finais de semana em seu domicílio.

Brito Miranda, Marcelo Miranda, e também o irmão do ex-governador, José Edmar Brito Miranda Júnior, foram presos ontem pela Polícia Federal, por determinação do juiz federal João Paulo Abe, que atendeu a um pedido do Ministério Público Federal. A família é apontada pelo MPF como responsável por um esquema de lavagem de dinheiro que teria desviado cerca de R$ 300 milhões dos cofres públicos do estado durante os mandatos de Marcelo Miranda.

O ex-governador continua preso no Quarte do Comando Geral da Polícia Militar em Palmas. Já o irmão, vai passar o fim de semana em uma cela especial na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP).