Cantora e pastora Ludmila Ferber morre aos 56 anos

Em carreira solo, Ludmila gravou mais de 12 discos de estúdio, sendo o último gravado em 2020, "Um Novo Começo".

Da Redação

Um dos maiores sucessos da carreira de Ludmila Ferber foi seu apego nos últimos dias de vida. A cantora e Pastora chegou a fazer uma publicação nas redes sociais dois dias antes, citando um trecho de sua canção Buscar Tua Face é Preciso. “Quando tudo parece estranho ao redor / Buscar tua face é preciso, Deus / Quando a gente não sabe o que está ocorrendo / Buscar tua face é preciso, Deus”, dizia trecho da canção na legenda.

Ludmila Ferber tinha 56 anos de idade e morreu na noite desta quarta-feira, 26, após lutar desde 2018 contra um câncer no pulmão, com metástases no fígado e nos ossos. 

Em seu quarto tratamento, finalizado em junho de 2021, Ludmila fez uma publicação informando que estava suspendendo os tratamentos por ineficácia. Segundo ela, após dois ciclos de tratamento, as células afetadas continuavam avançando. Na época, a cantora afirmou não ter recebido a notícia com pesar, mas estava confiante e com muita fé nos propósitos de Deus.  

Perfil

Ludmila Ferber gravou 8 discos quando era integrante do grupo Koinonya. Em 1996, partiu para a carreira solo e lançou “Marcas”, seu primeiro álbum.

Em carreira solo, Ludmila gravou mais de 12 discos de estúdio, sendo o último gravado em 2020, “Um Novo Começo”. 

Ludmila Ferber deixa três filhas: Daniela Ferber Lino, Ana Lídia Ferber Lino e Vanessa Ferber Lino.

Nas redes sociais outros artistas prestam condolências com muita tristeza pela perda. 

“Meu amor minha dor, minhas orações, minhas lágrimas, meu grito da alma, minha saudade.- @pastoraludmilaferber mila, minha amiga, meu coração  Você foi, você é, nossa amizade, seu ministério... São tantas histórias e lembranças que não cabem num post, numa foto. Temos uma vida e um legado. Eu amo você, o que você deixou de aprendizado”, escreveu a cantora gospel Fernanda Brum.