Política

Convocação extraordinária da CCJ causa climão entre Ayres e colegas membros da comissão

Vice-presidente da CCJ, Jair Farias, convocou reunião extraordinária para votar título de cidadão tocantinense a David Alcolumbre

Foto: Dicom/ AL
  • Redação
  • 06 de novembro de 2019

 O presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Andrade (PTB) suspendeu a sessão ordinária da tarde desta quarta-feira, 6, para uma reunião extraordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para votação do título de cidadão tocantinense ao presidente do Senado Federal, David Alcolumbre (DEM). O requerimento é de Antônio Andrade.

O pedido de suspensão foi inicialmente feito pelo vice-presidente da CCJ, deputado Jair Farias (MDB), diante da ausência do presidente Ricardo Ayres (PSB). O pedido foi acatado pelo presidente.

No entanto, Ayres chegou ao plenário e pediu à mesa diretora que questionasse a assessoria jurídica da Casa a respeito da convocação da reunião extraordinária por parte do vice-presidente. Ayres ficou desconfortável com a convocação e chegou a ler o regimento interno para mostrar que a convocação não era viável, e chamou a convocação de descortesia. “Eu não tenho nada contra, o que estou manifestando indignação é que tradicionalmente, você comunica o presidente da necessidade de realizar reunião extraordinária. Não é a primeira vez que isso acontece”, lamentou.

O presidente colocou panos quentes na rixa e concedeu a palavra a Ricardo Ayres para que o mesmo convocasse a reunião extraordinária.

 

LINK CURTO: https://diariotocantinense.com.br/r/Vi

Deixe seu comentário: