Cotidiano dos moradores de Colinas vira Série nas mãos de Ricardo Cruz

Uma conversa despretensiosa entre amigos que ganhou voz, imagem, enredo e público. Assim começa a história de Ricardo Cruz, que transformou suas vivências em uma série de desenho animado que é divulgado em sua rede social no Instagram.

Foto: Arquivo/ Ricardo Cruz
Da Redação

Uma conversa despretensiosa entre amigos que ganhou voz, imagem, enredo e público. Assim começa a história de Ricardo Cruz, que transformou suas vivências em uma série de desenho animado. A Avenida Colinas, conta com dez personagens, que possuem características bem semelhantes ás nossas, dentre elas inúmeros defeitos. Com foco no cotidiano e nos problemas enfrentados, principalmente pelos adultos, Avenida Colinas por enquanto pode ser acompanhada pelo ¬Instagram, mas Ricardo já faz planos para o futuro.

Autor da série, Ricardo Cruz, contou que ideia surgiu há mais de dez anos. “Na verdade, um dia meu irmão falou sobre escrever uma série em que, segundo ele, contaria a história de um cara que foi amaldiçoado. Aquilo não passou de uma conversa aleatória. Jamais imaginei naquela época que faria algo semelhante! Após algum tempo comecei a trabalhar a ideia de gravar uma série que falasse diretamente com as pessoas, que elas se identificassem com a história, pois seriam histórias já vividas por elas. Acontece que após fazer um curso de edição de vídeo, resolvi colocar em prática o aprendizado e a desenhar esta história”, detalhou.


Ricardo começou a execução das atividades em outubro deste ano. Segundo ele, no início demorava em média um dia para elaborar todo o episódio, mas com a robustez dos personagens, que foram ganhando mais falas, hoje leva três dias em cada episódio. O autor pontuou que muitas das situações que acontecem com os personagens foram vividas por ele e destacou Danilinho, um cara que é fundamental para que os demais personagens possam atuar.


“Em toda situação onde tem um trapaceiro, há alguém que foi enganado, e este cara é o Danilinho. Quando comecei não imaginava dar esta visibilidade ao personagem, mas aí ao longo dos episódios, as pessoas sugeriam, questionavam e o Danilinho foi crescendo na série e aos olhos do público. Já foram divulgados dez episódios, e apesar de a história ter sido construída a medida que as pessoas viam e opinavam, já preparei um final com 14 episódios para esta primeira temporada”, detalha o autor.


Projeção
Para a segunda temporada, que será divulgada no início do segundo semestre de 2020, Ricardo disse que pretende usar outra plataforma, como o YouTube. “A princípio vamos consolidar o nosso público que tem sido bastante fiel, e para a segunda temporada expandir em plataformas. Hoje temos pessoas que assistem a Série em outros Estados, no Tocantins são vários municípios, mas principalmente as pessoas de Colinas, afinal as histórias acontecem aqui”.

Questionado sobre a possibilidade de tratar em suas histórias sobre temas polêmicos como política, preconceito, o escritor disse que chegou a cogitar a ideia, no entanto busca relatar o dia-a-dia das pessoas de forma leve, com situações que façam-os refletir sobre a vida.

Ricardo evidenciou que todo o trabalho é pensado e executado por ele. “Quando eu vejo uma pessoa empinando moto, por exemplo, anoto em meu bloco e esta é uma imagem que vai para a série. Da escrita, desenho, vozes, toda a execução faço sozinho, pois dependo de muito silêncio e concentração para produzir”, concluiu o autor de Avenida Colinas. Quem quiser saber um pouco mais dessa história e conferir as peculiaridades de cada personagem, pode assistir a série pelo instagram no endereço @ricardocruz8022.