Em Colinas, gestão do Colégio Ernesto Barros utiliza recursos economizados durante a pandemia e investe em infraestrutura física da Unidade escolar

Durante a pandemia foi possível conforme a diretoria da unidade agir de forma econômica e eficaz

Da Redação

Em Colinas do Tocantins, região norte do Estado, a gestão do Colégio Estadual Girassol de Tempo Integral Ernesto Barros, tem dado um exemplo de aplicações financeiras que trazem melhorias para o colégio, acertando em cheio o bem-estar dos alunos e trabalhadores do local. 

Durante a pandemia foi possível conforme a diretoria da unidade agir de forma econômica e eficaz para que quando as aulas retomassem, houvesse inúmeras mudanças no local. O saldo em conta que foi usado para a reforma da unidade veio através do “Programa Escola Comunitária de Gestão Compartilhada”, implementação feita pelo Governo do Tocantins, a fim de contemplar projetos e ações voltadas para a consolidação de uma educação de qualidade. 

O colégio que, atualmente, atende cerca de 333 alunos, do 4° ao 9° ano, agora possui calçadas com pracinhas nas áreas externas, ampliações nas áreas dos jardins, instalação de portões para veículos, pequenos reparos e a reforma dos banheiros dos alunos e professores. 

Segundo a gestora em breve conversa com o Diário Tocantinense, Heliana Portilho Pereira Fuhr, que trabalha a frente da unidade desde de março de 2018, a economia só foi possível por conta das suspensões das aulas no período da pandemia, mas que se não tivesse estratégias para a mudanças seria difícil voltar e oferecer aos alunos melhores condições de infraestrutura. “Estamos felizes em podermos oferecer melhor conforto a toda a comunidade escolar, valorizando assim, alunos, servidores e a comunidade. Tudo isso só foi possível porque o governador Mauro Carlesse e a Secretária Adriana Aguiar vêm mantendo o compromisso com a educação tocantinense”, afirma a gestora.