Em menos de três horas, Polícia Civil desvenda homicídio e prende principal suspeito pelo crime em Palmas

Crime de homicídio ocorrido em um bar na cidade de Palmas teria sido motivado por uma discussão banal

Da Redação

Duas horas e trinta minutos. Esse foi o tempo gasto por Policiais Civis da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (1ª DHPP) de Palmas, comandados pela delegada Luciana Coelho Midlej, para desvendar um crime de homicídio ocorrido, neste domingo, às 16h30, na região sul de Palmas, e capturar um homem de 31 anos, apontando como sendo o principal suspeito pelo crime.

De acordo com a autoridade policial, tão logo foram informados sobre o crime, uma equipe da Unidade Especializada foi até o local, na quadra Arse 112, (Antiga 1106 Sul), onde deram início às investigações, passando a ouvir possíveis testemunhas e coletar evidências que pudessem levar ao esclarecimento do fato.

Com o aprofundamento das investigações, os policiais civis identificaram o suspeito e então, começaram as diligências no sentido de localizar seu paradeiro e efetuar sua prisão.

Cerca de duas horas e meia depois, a equipe da DHPP, por meio de levantamentos, obteve informações de que o indivíduo teria ido para o Distrito de Taquaruçu, onde estaria tentando se esconder. Imediatamente, os policiais foram até o Distrito, onde localizaram o homem e fizeram a prisão do mesmo, que imediatamente, foi trazido para a sede da DHPP, onde foi autuado em flagrante pela prática do crime de homicídio qualificado, por motivo fútil.

Após a realização das providências legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

O crime

Segundo apontaram as investigações da 1ª DHPP, vítima e autor estavam em um bar na Quadra 112 Sul, quando iniciaram uma discussão, sendo que, pouco depois, o autor foi a casa dele, situada na mesma quadra, onde pegou uma faca e retornou ao bar, momento em que desferiu um único golpe que atingiu o peito, do lado esquerdo da vítima e, devido à gravidade do ferimento, a vítima não resistiu e veio à óbito no local, antes da chegada do socorro.

Motivação

Ainda de acordo com as investigações da DHPP, durante o depoimento, prestado à autoridade policial, o suposto autor confessou o crime e alegou que a discussão foi originada durante um jogo de sinuca que ele disputava com a vítima. (Assessoria de imprensa)