Envolvido na morte caseiro de servidor da Polícia Federal é preso e aponta participação de primo

O servidor foi encontrado morto na semana passada em sua propriedade na zona rural de Aparecida do Rio Negro

Da Redação

Duas pessoas foram presas, na noite do último sábado, 12,  por envolvimento na morte do servidor administrativo da Polícia federal  Aécio de Moura Lucas, de 58 anos. Um terceiro homem também foi detido por estar de porte da arma de fogo roubada da vítima.

O servidor foi encontrado morto na semana passada em sua propriedade na zona rural de Aparecida do Rio Negro. Na ocasião ele teve uma arma de foto e uma caminhonete roubadas.

O Polícia Federal informou que o suspeito pelo crime é o caseiro da propriedade. Ele foi preso na zona rural de Monte do Carmo após ser denunciado. O homem teria confessado o crime e apontado seu primo como um dos participantes.

A ação foi realizada em parceria com a Polícia Militar. Ao ser detido o caseiro deu detalhes do crime e contou aos policiais que decidiu matar o patrão motivado pela embriaguez.  Além dos dois envolvidos,  um terceiro homem foi preso em flagrante, no município de Silvanópolis, portando a arma roubada da vítima. Os dois suspeitos do latrocínio e o envolvido na guarda do armamento roubado foram levados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Palmas e depois encaminhados à Casa de Prisão Provisória (CPP) da capital.