Justiça

Ex- secretário de Infraestrutura na gestão de Miranda, Sérgio Leão é denunciado pelo MPF por fraude em licitação na ponte de Porto Nacional

Apesar de a licitação não ter sido realizada, a obra da ponte nunca começou a ser construída pelo governo da época.

Foto: Divulgação
  • Ricardo Almeida
  • Da Redação
  • 03 de abril de 2019 (Atualizada em 03/04/2019 17:13:02)

O Ministério Público Federal no Tocantins protocolou na tarde desta quarta-feira (03), uma denuncia contra o ex-secretário de Infraestrutura na gestão do ex-governador Marcelo Miranda, Sérgio Leão, por fraude na licitação da ponte de Porto Nacional.

Conforme a denúncia feita pelo órgão as irregularidades teriam ocorrido ainda no ano de 2015, quando Leão respondia pela Infraestrutura e o departamento de Estradas e Rodagens do Tocantins naquela época e que teria trabalhado pela aprovação do nome da empresa RIVOLI SPA, na comissão de licitação da pasta.

De acordo ainda com a denúncia, a licitação para construção da ponte começou em 2014, quando a empresa foi inabilitada porque não conseguiu comprovar capacidade técnica e econômica. Um ano depois, quando Sérgio Leão assumiu a presidência do Dertins, a Rivoli fez um pedido de reconsideração e acabou sendo admitida para retornar à licitação. 

Apesar de a licitação não ter sido realizada, a obra da ponte nunca começou a ser construída pelo governo da época. No começo deste ano, o governador Mauro Carlesse (PHS) informou que o contrato com a Rivoli não seria levado adiante, por não ter começado o trabalho. A recomendação também foi feita pelo MPF em concordância com o governo.

Sérgio Leão também foi alvo de outras investigações por irregularidades na construção de obras no estado. Ele foi um dos indiciados pela operação Convergência, uma das fases da operação Ápia, por corrupção na construção de estradas. Também chegou a ser preso durante as investigações da operação Reis do Gado que investigou a família Miranda.  

LINK CURTO: https://diariotocantinense.com.br/r/EN

Deixe seu comentário: