Família de caminhoneiro assassinado em Colinas do Tocantins em agosto, pede esclarecimento sobre o ocorrido

A única coisa que a família tem é o boletim de ocorrência, que conta que, a vítima estava com uma outra pessoa

Da Redação

Um homicídio ocorrido em Colinas do Tocantins, no dia 21 de agosto, por volta das 19h, ainda se encontra sem solução. A família da vítima, Alesio Jaime Revay, de 57 anos, de Cascavel, Paraná, entrou em contato com o Diário Tocantinense, contando que estão muitos tristes, sem saber o que de fato aconteceu. 

“Queremos além de justiça, esclarecer, saber o que houve, até agora não sabemos nada. Uma pessoa boa, caminhoneiro, estava a trabalho em Colinas e até agora ninguém entrou em contato com a gente, nem a polícia, ou alguma pessoa daí, relatou a cunhada da vítima, Márcia Alves Rodrigues Cascavel Paraná.

A única coisa que a família tem é o boletim de ocorrência, que conta que, a vítima estava com uma outra pessoa, e ao passar pelo Bairro Santo Antônio, a caminhonete que eles estavam foi alvo de disparos de arma de fogo, sendo que Alésio foi atingido. O homem que estava com Alésio, cuja iniciais é J.J.D ainda chegou a leva-lo para o hospital, mas, o mesmo já chegou sem vida. J.J.D, teria contado a polícia, que foi ameaçado no dia anterior, por uma pessoa de inicias, J.M. 

O Diário Tocantinense abre espaço, para que se alguém souber de algo entre em contato, para que as informações sejam repassadas para a polícia e família da vítima.