Fragmentos de paixão estreia nas plataformas de Vod; filme apresenta temática história sobre os raios

O filme apresenta a temática dos raios sob perspectiva histórica, cultural e científica no país campeão mundial em incidência do fenômeno

Da Redação

Por ano, caem cerca de 77 milhões de raios e 500 pessoas são atingidas no Brasil – 110 delas vítimas fatais. O país é campeão mundial de incidência de raios. Será que esse fenômeno pode mudar a vida de alguém? Fragmentos de Paixão busca responder a essa pergunta. O filme, produzido pelo Grupo Storm, ficará disponível a partir do dia 23 de setembro no Amazon Prime Video, Vivo Play, NET/NOW e Looke, e apresenta os raios sob perspectiva histórica, cultural e científica, em um novo formato de divulgação audiovisual que aproxima a ciência de todas as pessoas. Apesar de apresentar dados impactantes, o filme aborda o assunto de maneira leve e envolvente.

São apresentadas seis vidas que mostram como um raio define destinos de forma completamente diferente, permeando o medo e a paixão, a tragédia e o sucesso, a guerra e a paz. Nessa jornada, fatos inusitados são revelados, mostrando a visão da ciência e da cultura sobre o fenômeno, desde o descobrimento do Brasil até o futuro do planeta. "Trazemos questões essenciais a todas as pessoas, visando ampliar e democratizar a informação sobre o assunto", explica a jornalista Iara Cardoso, diretora do filme. As histórias são amarradas no filme que mescla técnicas de documentário e de ficção e é de interesse tanto da comunidade científica quanto de leigos que desejam aliar entretenimento a conhecimento. Fragmentos de Paixão se diferencia de outros documentários pela narrativa romanceada, presente no cinema de ficção, e pela construção dos personagens.

O maior especialista em raios do Brasil, Osmar Pinto Junior, e a jornalista Iara Cardoso pesquisaram a fundo dados da história, da ciência e da literatura do Brasil. Para chegarem às vidas e às informações apresentadas no filme, foram analisadas mais de 200 diferentes fontes durante três anos – livros, documentos históricos, pesquisas científicas, fotos e descendentes de personalidades foram essenciais para a construção de um roteiro minucioso e repleto de curiosidades. Pesquisador e diretora andaram de caravelas no sul da Bahia e de helicóptero no Rio de Janeiro, visitaram uma aldeia indígena em Ubatuba, tudo para entender o impacto das descargas atmosféricas em histórias tão diferentes.

Entre vários momentos saborosos da História do Brasil, estão no filme as primeiras impressões do naturalista inglês Charles Darwin sobre as tempestades tropicais, a história de uma mulher que morava em um castelo no Rio Grande do Sul e foi atingida fulminantemente por um raio, a fundação da cidade de São Paulo (que tem relação com o fenômeno) e o medo emblemático que Dom João VI tinha dos raios – fazendo-o mudar de residência  quando chegou ao Brasil.

Quanto às histórias contadas no documentário sobre pessoas que sobreviveram às descargas atmosféricas, é apresentada a de Júlio Cézar, policial militar, que foi atingido por um raio na rodovia Presidente Dutra, quando voltava do trabalho de São José dos Campos (100 km de São Paulo) para a cidade vizinha Taubaté. Ele ainda mantém a roupa e o capacete usados  no dia – todos queimados pela descarga elétrica. Outra história impressionante é a de José

Vicente, que se apaixonou e se casou com a mulher que o socorreu depois que foi atingido por um raio enquanto andava de bicicleta.

DADOS DO DOCUMENTÁRIO

Título: Fragmentos de Paixão

Diretora: Iara Cardoso

Produtora: Storm Comunicação (Grupo Storm)

Estrutura: Filme documentário (70 minutos)

Sinopse: Seis vidas, seis histórias distintas, mostram como uma fração de segundo define destinos de formas completamente diferentes, permeando o medo ou a paixão, a tragédia ou o sucesso, a guerra ou a paz. Nesta jornada, fatos inusitados são revelados, mostrando a visão da ciência e da cultura sobre o fenômeno, desde o descobrimento do Brasil até o futuro de nossa existência.

Biografia da diretora: Formada em Jornalismo com especialização em Jornalismo Científico pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em Cinema Digital pela New York Film Academy/Universal Studios e em Jornalismo para TV Digital pela NBC News/NYFA. Em 2015, foi Fellow no Advanced Study Program do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA, se especializando em documentários e roteiros de ciência e tecnologia. Iara Cardoso é membro da Academia Brasileira de Cinema. Foi responsável pelo roteiro da Série País dos Raios, exibida no Programa Fantástico da rede Globo. (Assessoria de imprensa)

Programação:

Data: 23 de setembro

Exibição: Amazon Prime Video, Vivo Play, NET/NOW e Looke.