Ministério da Saúde autoriza uso de ‘Cloroquina’ em pacientes com quadro leve de Covid-19

O documento sugere a combinação de dois medicamentos que contenham a azitromicina para uso da rede pública de saúde

Ricardo Almeida/ Da Redação

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira 20, protocolo  em que autoriza o uso da Cloroquina e Hidroxicloroquina em pacientes em todos os casos, inclusive os que estão com sintomas leves de Coronavírus. O documento sugere a combinação de dois medicamentos que contenham a azitromicina para uso da rede pública de saúde.

O medicamento é defendido pelo presidente Bolsonaro e pelo ex-ministro da saúde, Nelson Teich que recentemente pediu demissão do cargo.

Termo de Consentimento

Além da autorização para uso da Cloroquina o protocolo do governo traz um ‘Termo de Consentimento’ para que o paciente com o vírus ou o responsável por ele(a), possa autorizar o uso do medicamento segundo o protocolo governamental.

De acordo com o texto o uso do medicamento poderá acarretar ao paciente disfunção grave de órgãos, prolongamento da internação, incapacidade temporária ou permanente e até óbito.