Arquitetura & Urbanismo

O vidro na arquitetura comercial

A Colunista abrange neste artigo de opinião a Privacidade, iluminação suave e Produtos Camuflados.

Foto: Divulgação
  • Willyane Fernandes
  • 29 de março de 2019

Hoje em dia, novas tecnologias para o tratamento de vidro proporcionam novas maneiras de usar este material na arquitetura. Aplicados internamente, especificamente em espaços comerciais, o vidro em suas diferentes texturas, cores, acabamentos e níveis de transparência pode permitir a visão desobstruída de certos produtos, ocultar áreas privadas sem bloquear a passagem da luz e atrair a atenção dos clientes para pontos focais, entre muitos outros usos.

Lojas comerciais sempre apresentam algum mistério. Em suas vitrines, produtos cuidadosamente escolhidos são expostos, mas o restante é insinuado para ser descoberto pelo cliente. O vidro texturizado pode gerar esses efeitos, e até é possível misturar diferentes texturas em um único projeto para gerar algo ainda mais belo e complexo.

Ao incorporar o vidro com sistemas de retro iluminação, os espaços comerciais podem atrair a atenção dos potenciais clientes e até contribuir para o ambiente urbano.

O vidro pode ser parte da identidade de um espaço, incorporando cores espelhado, gravado, pintado, fixo ou mudando de cores através de iluminação dicróica. A cor, somada à iluminação, pode destacar ainda mais a presença de uma marca e atrair o olhar dos transeuntes.

 

LINK CURTO: https://diariotocantinense.com.br/r/E8

Deixe seu comentário: