Padre suspeito de abusar e manter jovem em cárcere privado é preso em flagrante em Palmas

A vítima contou aos policiais que era mantido preso no apartamento do suspeito. Ele conseguiu fugir nesta segunda.

Da Redação

A Polícia Civil efetuou em flagrante, no fim da tarde desta segunda-feira (26) em Palmas, a prisão do padre Marco Aurélio Costa da Silva. Ele é suspeito de abusar sexualmente e manter em cárcere privado um jovem de 18 anos. Segundo apurado pelo Diário Tocantinense, a vítima conseguir fugir nesta manhã de segunda do apartamento do padre e procurar a polícia.

O jovem contou aos policiais que conseguiu fugir devido o pároco esquecer a chave do apartamento na porta. Na delegacia, ele relatou que era do estado de Pernambuco e foi induzido pelo padre a vir para Palmas na promessa de uma carta para entrar no seminário. Porém, ao chegar na capital, o jovem contou que foi mantido em cárcere privado e que sofreu abuso.

Segundo informações, no momento em que o jovem prestava depoimento ele recebeu a mensagem do padre, que não tinha percebido ainda a fuga. Com isso, os agentes seguiram com a vítima até o apartamento do padre onde efetuaram a prisão em flagrante do suspeito.

O padre foi levado para a delegacia de Polícia onde deve ser autuado em flagrante por abuso sexual e cárcereprivado.

Outro caso

Em 2015, o padre Marco Aurélio chegou a preso em flagrante por suspeita de mostrar pornografia para um adolescente de 16 anos. Na época o menor disse à polícia que conheceu o padre em um dos festejos realizados em Gurupi. Depois disso, o suspeito passou a conversar com o adolescente pelas redes sociais.

 A Polícia Civil disse que o padre se passava por uma mulher para tentar convencer o garoto a sair com ele. Ainda conforme os investigadores, as conversas mantidas com o adolescente possuíam conteúdos pornográficos.

Na época padre chegou a ser suspenso pela Arquidiocese de Porto Nacional. Já o processo, conforme informações do Ministério Público, foi suspenso.