Palmas está entre as oito capitais com situação fiscal confortável

Para a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, o resultado é fruto de uma boa política fiscal sem onerar o contribuinte

Da Redação

Com nota 8,79, Palmas ocupa o segundo lugar no ranking das oito capitais brasileiras com situação fiscal confortável. O levantamento feito pela consultoria Tendências levou em consideração seis indicadores de contas públicas, em que cada um possui um peso diferente para a obtenção da final, sendo: endividamento (20%); poupança corrente (25%); liquidez (25%), resultado primário (15%), despesa com pessoal e encargos sociais (10%) e investimentos (5%). As notas atribuídas vão de 0 a 10, e baseadas em informações dos anos de  2017 a 2019.

Para a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, o resultado é fruto de uma boa política fiscal sem onerar o contribuinte. “Buscamos um equilíbrio permanente entre receitas e despesas para garantir a saúde fiscal da nossa Capital”, destaca.

As demais capitais que aparecem no levantamento e suas respectivas notas são: Rio Branco (9,06), Boa Vista (8,3), Curitiba (8,01), Porto Velho (7,95), Vitória (7,3) Aracaju (6,37) e Manaus (6,29). As quatro capitais com índices baixos são Florianópolis (3,32), Natal (2,45) Rio de Janeiro (2,1) e Maceió que aparece com nota 0.

Em entrevista ao portal de notícias G1, o economista e responsável pelo estudo, Fabio Klein, afirmou que o quadro nas capitais é bastante heterogêneo, e que muitas delas refletem um pouco a situação fiscal dos Estados. (Assessoria de imprensa)