Petrobras lança Plano de Equidade de Gênero com mentoria e pesquisa para promoção da diversidade

As mulheres representam 17% do efetivo. Do total de líderes em posições hierárquicas, as mulheres somam 15%

Da Redação

A Petrobras lançou, na última segunda-feira, 21/12, o Plano de Equidade de Gênero com uma série de ações para a promoção da Diversidade, em consonância com as Diretrizes de Direitos Humanos e o Plano Estratégico 2021-2025 da companhia. O principal destaque do plano é o Programa de Mentoria para Liderança Feminina, que tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento da liderança feminina e, consequentemente, ampliar os resultados positivos trazidos por um ambiente interno mais diverso e inclusivo.

O plano também traz iniciativas como o programa de estímulo ao aumento da representatividade feminina em posições de supervisão em áreas operacionais; monitoramento de dados e Pesquisa de Diversidade & Inclusão; criação de grupos de afinidade; além de diversas frentes de capacitação e sensibilização, a serem consolidadas ou implementadas em 2021.

As ações foram definidas a partir da avaliação do contexto da empresa por isso, com atenção especial às áreas operacionais, onde a representatividade feminina é menor. Atualmente, as mulheres representam 17% do efetivo da companhia. Do total de líderes, em todas as posições hierárquicas, as mulheres somam 15%.

Vale observar que um dos avanços recentes se deu na composição da alta liderança da Petrobras. Nos últimos dois anos, o número de gerentes executivas (primeiro nível abaixo das diretorias) aumentou de 5 para 12, representando 30% do total de cargos nessa função. Entre os diretores, mulheres ocupam duas das oito cadeiras, ou seja, 25% do total. Há, ainda, uma mulher no Conselho de Administração da Petrobras. Na Transpetro, o Conselho de Administração conta com a atuação de uma mulher negra.

Mentoria para Liderança Feminina

De março a novembro de 2021, as empregadas e líderes da Petrobras que se inscreverem e forem selecionadas para o Programa de Mentoria para Liderança Feminina, que está sendo lançado em uma primeira edição piloto, participarão de encontros com as mentoras, além de workshops, webinars e reuniões. As diretoras Andrea Almeida, de Finanças e Relações com Investidores, e Anelise Lara, de Refino e Gás Natural, estão entre o grupo de mentoras. O projeto-piloto terá 15 vagas, sendo 11 para as mulheres e lideranças de áreas operacionais.

Diversidade de cor e raça

A Petrobras também busca ampliar a diversidade interna no que se refere à representatividade racial. Atualmente, a empresa está realizando um esforço para estimular que empregados atualizem a autodeclaração de cor e raça no cadastro da empresa. A partir de informações mais precisas sobre o contexto interno, serão desenvolvidas ações para a promoção da diversidade racial. Além da atualização do cadastro, será realizada em 2021 uma Pesquisa de Diversidade & Inclusão, cujos resultados balizarão os esforços da companhia em várias frentes.