Polícia Federal deflagra desdobramento da Lava Jato e prende em Palmas suspeito de intermediar propina ao governador Helder Barbalho

Suspeitos são investigados pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro

Da Redação

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira, 9, mais um desdobramento da Operação Lava Jato: a Operação Fora do Caixa. Segundo o Estadão, foi preso, em Palmas, Álvaro César Silva da Rin, suspeito de intermediar propinas ao governador do Pará, Helder Barbalho (MDB).

Os mandados da operação estão divididos em três buscas e apreensões e uma prisão temporária no Pará, uma prisão temporária e uma busca e apreensão no Tocantins e duas buscas e apreensões no Distrito Federal. Os suspeitos são investigados pelos crimes de falsidade ideológica eleitoral (Caixa 2), formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

O objetivo da investigação, que teve início a partir da colaboração premiada feita pelos executivos da Odebrecht, é de apurar o possível pagamento de Caixa 2 no valor de R$ 1,5 milhão para Helder Barbalho à época em que foi candidato ao governo do Pará, em 2014.

Segundo o depoimento dos executivos, foram realizadas três entregas, nos valores de R$ 500 mil reais cada, nos meses de setembro e outubro de 2014, sendo que o recebimento foi intermediado por um ex-senador da República vinculado ao então candidato ao governo Estado do Pará. (Com informações do Estadão e da Polícia Federal)