Cidades

Prefeita de Arapoema comemora início das obras de pavimentação do Setor Irmã Rita: "conquista sem tamanho para o povo"

Foi iniciada nesta terça-feira, 08, em Arapoema, a pavimentação asfáltica do Setor Irmã Rita.

Foto: Divulgação
  • Da Redação
  • 09 de outubro de 2019

Foi iniciada nesta terça-feira, 08, em Arapoema, a pavimentação asfáltica do Setor Irmã Rita. Os recursos para as obras foram liberados pela Caixa Econômica em setembro e, após os trâmites licitatórios, as máquinas começaram a trabalhar no local. Após um trabalho de Gestão junto ao ex-senador, Ataídes Oliveira, uma emenda foi liberada pelo então parlamentar para a execução do benefício aos moradores do setor.

De acordo com a Prefeita de Arapoema, Professora Lú Parizi, essa conquista só vem a confirmar o empenho de toda a equipe da gestão em prol do desenvolvimento do município. Além de agradecer o ex-senador, ela também parabenizou todos os cidadãos e cidadãs que agora terão suas ruas asfaltadas.

“Temos buscado constantemente junto aos nossos representantes estaduais e federais, apoio para a execução de obras, ações e projetos na nossa cidade e os resultados, mais cedo ou mais tarde, sempre aparecem. É uma conquista sem tamanho para o povo essa pavimentação asfáltica, ainda mais em um setor que leva o nome de uma pessoa que fez história em Arapoema. Com fé em Deus e muito trabalho, vamos fazer ainda mais”, completou.

O Setor citado pela gestora recebe o nome de Irmã Rita Rosa Katharinna Altmman, uma freira alemã que chegou em Arapoema em 1976. Ela foi a criadora do setor e recebeu a homenagem pelas tantas obras realizadas em prol do povo arapoemense. O local que está sendo pavimentado, anteriormente era uma chácara.  Terreno foi comprado por Irmã Rita e doado para a população carente que ali vivia, criando assim a Comunidade dos Terezianos.

A comunidade recebia cursos nas áreas de costureira, pedreiro e carpinteiro, montando uma olaria para a criação de telhas e tijolos para a construção das casas no setor. Havia ali uma loja de roupas, que vinham da Alemanha e que eram vendidas para ajudar na renda das famílias.

 

LINK CURTO: https://diariotocantinense.com.br/r/S2

Deixe seu comentário: