Servidores da educação cobram em carreata por ruas e avenidas de Colinas pagamento do piso; Paço reafirma que PCCR está desatualizado

Colinas entre o ano de 2019 e de 2020, recebeu do Fundeb recursos nos valores de R$ 23.385.460,25 e R$ 24.458.211,50

Da Redação

Professores da educação básica de Colinas do Tocantins, saíram em carreata pelas principais ruas da cidade, nesta sexta-feira, 15, voltando a cobrar o repasse do Fundeb (Fundo Nacional da Educação Básica), referente ao piso nacional.

A classe alega e o próprio Ministério da Educação (MEC), confirma que a título de contribuições de estados e municípios previstos em lei, o Município de Colinas do Tocantins, entre o ano de 2019 e de 2020, recebeu do Fundeb recursos nos valores de R$ 23.385.460,25 e R$ 24.458.211,50, respectivamente, que somados dariam para pagar os compromissos constitucionais dos educadores da cidade. 

“Voltamos a cobrar denunciando o não repasse dos nossos direitos. Saímos pelas principais ruas em busca de apoio popular para nossa causa que é justa. Todos nós somos pais e mães de família e queremos o que é nosso por direito”, ressaltou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTET), Alexandra Sena, em breve conversa com o jornal Diário Tocantinense.

A Prefeitura de Colinas voltou a reafirmar que, os planos de carreira e remuneração de todas categorias do Município estão desatualizados e as progressões não estão sendo concedidas desde as gestões anteriores, visto que as leis foram editadas sem a preocupação com a   capacidade financeira do Município, sendo que atual gestão assumiu o compromisso de corrigir.  

“O prefeito Dr. Kasarin já vem realizando reuniões com as categorias para negociar, tanto o débito, quanto os planos em si, visando alcançar o equilíbrio e financeiro em todos os casos, começando com o Quadro Geral, o mais prejudicado, visto que aguardam a mais de sete anos.  A negociação com está categoria está em fase final, devendo o acordo ser anunciado ainda essa semana, com o encaminhamento do projeto de lei para a Câmara Municipal de Vereadores. A regularização dos planos de carreira de todas as categorias deve acontecer ainda este ano”, salientou novamente o gestor.

- Divulgação