Educação

Simpósio de comunicação e empreendedorismo lota auditório da UFT para debater jornalismo na era digital

Foto: Divulgação
  • Assessoria
  • 13 de setembro de 2018

O Curso de Jornalismo, por meio da disciplina de Assessoria de Comunicação, da Universidade Federal do Tocantins, sediou na última terça-feira, 11, o I Simpósio de Comunicação e Empreendedorismo. O evento reuniu profissionais da comunicação em um debate sobre assessoria e jornalismo na era digital, além dos desafios do mercado e empreendedorismo. Empresários, professores e universitários lotaram o local do evento para trocar experiências com as jornalistas Sarah Pires e Graziela Guardiola, além do publicitário André Araújo e do administrador Delson Gomes, que coordena o programa de extensão Incubadora de Empresas da UFT.

O Simpósio foi organizado pelos alunos da disciplina de Assessoria de comunicação, e coordenado pela professora Marluce Zacariotti. “ O simpósio foi muito produtivo. Ficamos felizes com a participação do público, tanto da UFT como de fora, que teve a oportunidade de conhecer possibilidades de incubação de ideias e de empresas dentro da UFT, além de ouvir as experiências de quem está empreendendo no mercado. Esse foi o primeiro de outros Simpósios que vamos realizar anualmente. Sempre trazendo temas atuais nessa perspectiva do empreendimento, da inovação buscando uma abordagem crítica”, comentou Zacariotti.

Segundo Graziela Guardiola, uma das palestrantes da noite, a ideia da universidade de tratar sobre empreendedorismo e inovação foi fantástica. “São duas áreas carentes de conhecimento e que as vezes até mesmo quem está na comunicação não abre os olhos para esses temas”. Já, para André Araújo, que também dividiu suas experiências com o público, “o empreendedorismo está em remodelação e pensar comunicação com o viés empresarial é uma estratégia de sobrevivência”.

 O professor Delson Gomes observou que os concursos públicos estão cada vez mais escassos e as oportunidades como funcionário também estão diminuindo. “Assim, temos que arranjar outros mecanismos para sobreviver no mercado e acredito que esse caminho é empreendendo”, ressaltou. Sarah Pires acredita que a instituição está no caminho certo. “A universidade tem que focar na área do empreendedorismo e falar sobre os veículos de comunicação, para que o estudante identifique em que área ele quer atuar”, afirmou.

Ao final do debate, a estudante de gestão pública do Instituto Federal do Tocantins, Ana Luzia, salientou a importância do evento. “Foi muito bom. Me trouxe um leque de informações muito maior e os exemplos abriram minha visão para empreender”, finalizou.

O I Simpósio de Comunicação e Empreendedorismo estabeleceu um excelente canal com profissionais e mercado. Muitos temas surgiram durante o debate, que, como destacou a coordenadora do evento, poderão se converter em temas para o próximo Simpósio, que deverá ocorrer na mesma época, no ano que vem. 

Deixe seu comentário: