O crime aconteceu em janeiro de 2018 e foi praticado no contexto de uma disputa entre facções criminosas.

Ascom

Em sessão do Tribunal do Júri realizada em Colinas do Tocantins, o Conselho de Sentença acatou as teses de acusação do Ministério Público do Tocantins (MPTO) e condenou o réu Leandro Castro Sousa pelo crime de tentativa de homicídio qualificado. A pena foi estabelecida em seis anos e seis meses de reclusão.

O crime aconteceu em janeiro de 2018 e foi praticado no contexto de uma disputa entre facções criminosas, tendo Leandro recebido ordens dos chefes da sua respectiva facção para eliminar Reginaldo Gomes da Silva Leite e outras seis.pessoas, chegando a matar uma e balear duas vitimas que ele sequer conhecia, mas que seriam integrantes de grupo rival.

A tentativa de homicídio ocorreu em um bar no setor Santa Rosa, em Colinas do Tocantins. Leandro chegou ao local e, de imediato, disparou quatro tiros contra a vítima. O autor dos disparos fugiu, enquanto a vítima foi socorrida, encaminhada ao hospital local e conseguiu sobreviver.

Pelas circunstâncias, foram atribuídas à ação criminosa as qualificadoras de motivo torpe e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. A acusação na sessão plenária foi sustentada pelo promotor de Justiça Caleb Melo, o qual informa que em novembro próximo o réu irá a outro julgamento pelo homicídio consumado.