O crime aconteceu em junho de 2022, na ocasião os suspeitos alvejaram o jovem Victor Gomes da Silva, de 29 anos com 15 tiros, ele não resistiu e morreu no local.

Da Redação

Um homem de 39 anos, empresário e morador de Colinas do Tocantins foi indiciado pela Polícia Civil por suspeita de encomendar a morte do jovem Victor Gomes da Silva, de 29 anos. O crime aconteceu no dia 07 de junho de 2022, na ocasião os suspeitos alvejaram o jovem com 15 tiros, ele não resistiu e morreu no local. 

A investigação foi deflagrada pela Polícia Civil do Estado do Tocantins (PC-TO), por meio de investigações da 41ª e 42ª Delegacias de Polícia Civil de Colinas, e apontou que o empresário teria pago cerca de R$ 3 mil a dois criminosos para tirar a vida do jovem. 

Motivação

Segundo a secretária de segurança pública do estado, o crime teria sido motivado pela suposta alegação de que a vítima teria cometido um delito contra uma pessoa da família do empresário que, para se vingar, mandou matar o jovem.

Um dos executores, identificado como G.A.S, de 43 anos, foi preso na última quarta-feira, 27. Na ocasião, o suspeito confessou ter participado da execução do crime junto com um comparsa, que teria sido morto alguns meses depois. Ele foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo, já que na casa dele, foi encontrada uma espingarda, calibre 36.

Foragido 

Apesar da investigação e do mandado de prisão, a Polícia Civil afirma que o empresário, após saber que um dos executores havia sido preso, fugiu da cidade. As investigações continuam a fim de que o mandante do crime seja localizado e preso o mais breve possível.