Entre Natal e Ano Novo: profissional cita medidas para garantir mais segura durante as festividades

Este ano, cerca de 65% dos brasileiros já foram imunizados com a segunda dose

Da Redação

Apesar de em 2021 ter sido um ano de ampliação nas vacinações contra a Covid-19, os métodos de prevenção da doença ainda não podem ser esquecidos. 

Este ano, cerca de  65% dos brasileiros já foram imunizados com a segunda dose, sendo que algumas cidades, como São Paulo, já têm 100% dos adultos imunizados. No entanto, não é hora de descartar os cuidados e flexibilizar as medidas. 

O DT conversou com um médico generalista que reforçou os cuidados durante esse período de festividades. 

“Descartar as medidas de seguranças durante as festas e reuniões familiares de fim de ano, é muito perigoso. Apesar de já termos alcançado uma parcela significativa de pessoas imunizadas, a doença ainda é uma preocupação constante. Por isso é fundamental que o uso de máscaras, mesmo durante as festividades, sejam usadas, além do álcool em gel e do distanciamento. Todas as medidas devem continuar sendo obedecidas”, afirma o médico Henrique Costa. 

Apesar da imunização ter trago uma dose de esperança comparado ao final de ano de 2020, o surgimento de novas variantes do coronavírus, como a Ômicron, e a epidemia de Influenza chamam a atenção.

“É possível reduzir bastante os riscos respeitando os pilares fundamentais como a vacinação, o distanciamento, a ventilação e o uso de máscaras”, explica o médico. 

Opções por lugares ao ar livre, ou que possuem bastantes janelas e portas são fundamentais para que os vírus não se espalhem.