Escola Castelo Branco ganha Ordem de Serviço de R$ 1,3 milhão para reforma

A cerimônia de assinatura contou com a presença do governador Wanderlei Barbosa

Da redação

O Centro de Ensino Médio Presidente Castelo Branco, localizado em Colinas do Tocantins ganhou, neste sábado, 21, a Ordem de Serviço que autoriza o início da construção de passarelas cobertas, reforma dos pisos, dos forros, dos banheiros, da quadra, do paisagismo e a implantação do projeto de prevenção e combate a incêndio. Ao todo será destinado R$ 1,3 milhão para a reforma. 

Na ocasião, também foi empossada a nova diretora Regional de Educação de Colinas, Josefa Almeida de Sousa Cunha, licenciada em Magistério e graduada em Direito. A educadora lecionou em escolas de Colinas e também possui experiência como servidora pública, com passagem pelo Ministério dos Transportes e pelo Congresso Nacional.

A cerimônia de assinatura contou com a presença do governador Wanderlei Barbosa, que destacou que sua gestão tem feito um trabalho voltado para a execução de obras e para a valorização dos professores, que são fundamentais na formação de todas as outras profissões. “A educação é a base de tudo. Se temos bons médicos, engenheiros, advogados e tantos outros profissionais, devemos isso às nossas escolas e aos professores”, enfatizou.

Presidente Castelo Branco

O Centro de Ensino foi criado em 1972 e atualmente oferece o ensino médio em tempo integral para 207 alunos e Educação de Jovens e Adultos (EJA) para 76 estudantes. Tendo iniciado suas atividades em 1972 em um prédio cedido por outra escola, a partir de 1973 passou a funcionar com estrutura própria.

Assim como outras unidades da rede estadual de ensino, a escola adota o modelo pedagógico focado no protagonismo e no projeto de vida dos estudantes, em consonância com as diretrizes do Novo Ensino Médio. Neste sentido, os alunos são orientados a desenvolver competências aliando habilidades pessoais, linguagens, valores culturais, conteúdos escolares e administração das emoções.

Segundo o diretor escolar Wescley Oliveira da Silva, atuante desde 2015 na unidade, “Essa obra representa um grande avanço para toda a comunidade escolar. Teremos um espaço adequado que vai proporcionar mais qualidade e melhores resultados no processo de ensino e aprendizagem”, pontuou.