Estado

Estado decreta risco de desastre ambiental em 11 municípios do Tocantins

A medida se deve ao aumento no número de queimada no estado. O decreto legaliza ações emergenciais de acordo com a necessidade de recursos para combate a incêndios.

Foto: Divulgação
  • Da Redação
  • 19 de julho de 2019

Com o aumento no múmento de queimadas no Tocantins, o governo do Estado, publicou um decreto que legaliza ações emergenciais na área ambiental de onze municípios, de acordo com a necessidade de recursos para o controle e combate aos incêndios, na conformidade da capacidade prevista no orçamento do governo.

Os municípios cobertos pelo decreto são Arraias, Formoso do Araguaia, Goiatins, Lagoa da Confusão, Lizarda, Mateiros, Palmas, Paranã, Pium, Ponte Alta do Tocantins e Rio Sono. Todos eles integram o ranking das queimadas, inclusive.

Estes municípios também já foram contemplados com o Dia D de Combate às Queimadas, promovido pelo Comitê do Fogo, em que cerca de 1.800 propriedades receberam visitas técnicas e foram cadastradas em um aplicativo que registra o histórico de cada localidade. A ação está sendo executada por 32 órgãos.

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) registrou 3.253 focos de queimadas e uma área devastada pelas chamas que passa de 16 mil hectares, apenas nos primeiros cinco meses deste ano.

Mais atenção

O coronel Reginaldo Leandro da Silva, comandante do Corpo de Bombeiros, afirmou que, com o documento em vigor, “vamos empregar a frota, o efetivo e atuar em conjunto com as brigadas já contratadas pelos municípios para mudar esse triste histórico de queimadas no Tocantins”.

Segundo o comandante, a medida garante ações em conjunto e uma soma de esforços bem maior para que os municípios que mais queimam possam ser ajudados na diminuição da quantidade de focos.

 “Desta forma, o Comitê do Fogo vai estabelecer novos planos de trabalho e a gente vai começar as ações de campo para coibir o crime de incêndio florestal que tanto prejudica o meio ambiente e também as pessoas de bem”, concluiu o coronel.

LINK CURTO: https://diariotocantinense.com.br/r/K4

Deixe seu comentário: