"Eu não fui afastada do cargo, continuo prefeita", afirma Josi após sentença que determinou seu afastamento

A prefeita de Gurupi, Josi Nunes, e o vice-prefeito, Gleydson Nato, afirmaram terem recebido a notícia com "serenidade"

Da Redação

No último sábado, 04, a justiça eleitoral, por meio do juiz da 2ª Zona Eleitoral, Nilson Afonso, determinou o afastamento da prefeita de Gurupi, Josi Nunes (PSL), e declarou inelegíveis o governador afastado do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), a gestora, e o vice-prefeito da cidade, Gleydson Nato (PDT).  

De acordo com a sentença, o governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL) teria utilizado recursos públicos para beneficiar Josi nas eleições municipais de 2020. Entre elas, estariam sendo citados o abuso de poder político mediante utilização de bens e servidores públicos, uso de veículos oficiais, pagamento de sites de notícias e distribuição de cestas básicas sem critérios objetivos e em ano eleitoral.

Segundo a sentença lançada, a denúncia teria sido formalizada por Gutierres Torquato (PSB) e de Eduardo Fortes, candidatos a prefeito e vice derrotados na eleição de 2020, em Gurupi.  

Em nota, a prefeita de Gurupi, Josi Nunes, e o vice-prefeito, Gleydson Nato, afirmaram terem recebido a notícia com "serenidade". 

Nota

A Prefeita de Gurupi, Josi Nunes, e o vice-prefeito, Gleydson Nato, vem a público esclarecer que recebem com muita serenidade a decisão de 1ª instância divulgada neste sábado, 04, e reafirmar que a sentença não possui efeito imediato. Portanto, permanecem Prefeita e Vice-prefeito de Gurupi.

Informam que as medidas judiciais cabíveis já estão sendo providenciadas para reverter a sentença.

Assim, reiteram seu compromisso com a população gurupiense que os elegeu democraticamente com a grande maioria dos votos. E, afirmam que seguem trabalhando com a mesma seriedade e comprometimento, certos de terem agido dentro da legalidade.
 
Mauro Carlesse,  Governador afastado, afirmou que respeita o trabalho da Justiça, mas que a decisão tem como resultado 'insegurança e instabilidade', ao estado do Tocantins. 

Nota

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, recebe com surpresa e estranhamento, decisão judicial referente às eleições municipais em Gurupi, vencidas no voto pela chapa da prefeita Josi Nunes e do vice Gleydson Nato. 

Estranhamento em virtude da decisão ocorrer justamente no momento em que Mauro Carlesse encontra-se afastado do cargo e enfrenta outra “batalha” judicial.

Apesar de respeitar a decisão, é preciso destacar que as referidas denúncias usadas como base da sentença já haviam sido desconsideradas pelo Ministério Público Eleitoral, em virtude da fragilidade do conjunto de provas.

Ao reafirmar o respeito ao trabalho da Justiça Eleitoral em Gurupi, é preciso lamentar seus efeitos, que resultam em insegurança e instabilidade.
É preciso informar a população que nossos advogados já trabalham no recurso que apresentaremos e confiamos que a decisão em primeira instância será reformulada e a nossa inocência será decretada. Pois tudo que fizemos foi esclarecer as pessoas de que uma gestão em parceria entre o Município e o Estado seria o melhor para Gurupi e assim vinha ocorrendo.

Por fim, é preciso esclarecer que todos os efeitos desta decisão, só podem ser considerados definitivos após o julgamento do recurso que iremos apresentar. Portanto, ainda não há que se falar em afastamento da Prefeita e do Vice e nem em inelegibilidade.