Dorinha afirmou que a parceria nasceu de uma conversa franca e em conjunto com todas as autoridades que englobam o partido.

Beatriz Oeiras/ Da Redação

Após a divulgação desta sexta-feira, 15, de que o União Brasil de Dorinha e o partido Republicanos, do governador Wanderlei Barbosa, estarão juntos nessas eleições, a corrida eleitoral encurtou. 

Em entrevista exclusiva ao DT, Dorinha afirmou que a parceria nasceu de uma conversa franca e em conjunto com todas as autoridades que englobam o partido. O União Brasil é um partido grande, nossa discussão passou pela executiva nacional e acima de tudo ouvimos a grande maioria dos prefeitos, dos deputados estaduais e dos candidatos a deputados federais do União Brasil para tomarmos essa decisão em unidade, contou.

Segundo ela, a corrida rumo às eleições deste ano tem como objetivo principal trazer estabilidade para o estado do Tocantins. É um partido que se organiza e se sustenta dentro do seu próprio quadro e que tem como prioridade o estado do Tocantins. Essa é a nossa expectativa do nosso trabalho. Principalmente pela questão da estabilidade do Estado, afirmou Dorinha. 

Corrida ao Senado

Atualmente a pré-candidata ao senado se mantém dividindo a preferência do eleitor com Ataídes Oliveira, segundo a pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Skala e divulgada nesta sexta-feira, 15. De acordo com a pesquisa, Kátia estaria com 21,2% das intenções de votos dos tocantinenses, seguido por Ataídes com 15,3% e Dorinha com 14,8%. Luxemburgo (PSB) vem em 4° com 9,8%. 

Corrida ao Governo do TO

Num cenário para ocupar a cadeira do Governo do Estado, Wanderlei aparece com 33,50% das intenções de voto, e Ronaldo Dimas (PL) com 20,5%. Em seguida vem Paulo Mourão (PT) 12,6% e Osires Damaso (PSC). Os dados são da pesquisa O Girassol e foi realizada nos dias 26, 27 e 28 de junho em 20 cidades do Tocantins com amostragem de 1000 entrevistados.

O DT deixa o espaço aberto para que os envolvidos comentem sobre o assunto.