Pesquisa ocorre em 16 municípios com programação de Temporada de Praia e com maior fluxo de turistas

Da Redação

Com a chegada do período da temporada de praia no Estado, os veranistas buscam fugir da rotina dos grandes centros em busca de lazer e novas experiências nas praias incríveis que surgem com fim do período chuvoso e com a baixa dos rios. Nesse sentido, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Turismo (Setur), inicia neste fim de semana o trabalho de levantamento de dados sobre o perfil dos veranistas e da movimentação financeira dos barraqueiros e ambulantes que trabalharão durante a temporada.

“A equipe técnica da Setur, estará percorrendo os principais municípios com programação de Temporada de Praia para levantamento de informações. Esses dados são importantes para se obter uma amostra do fluxo turístico das regiões, o que servirá para alimentar o banco de dados do Observatório do Turismo”, explicou o gerente de Pesquisa e Informação Turística, Gabriel da Luz.

A pesquisa ocorrerá em 16 cidades com maior fluxo de turistas e que foram contempladas com aporte financeiro e padronização da comunicação visual do Governo do Tocantins. Ao todo, 52 cidades contam com apoio do Governo.

“O governador Wanderlei Barbosa se empenhou para oferecer aos turistas a melhorar temporada de praia do Tocantins dos últimos anos, esforço que contribuirá para impulsionar economicamente toda a cadeia do turismo regional”, observou o secretário do Turismo, Hercy Filho, ressaltando que a pesquisa que será realizada pela Setur, é de fundamental importância para o planejamento das ações para o próximo ano.

A temporada de praia do Tocantins 2023, que este ano, traz como destaque o slogan É verão, é praia, vem ser feliz no Tocantins, conta com as parcerias entre secretarias do Governo do Tocantins, prefeituras, universidades e entidades privadas.

Indicadores

Em 2022, foram entrevistados 645 turistas em sete municípios. Este ano, farão parte da amostra da pesquisa 16 municípios (128% de aumento), sendo que a previsão é de entrevistar mais de 1.400 turistas.

A pesquisa será realizada todos os finais de semana, em parceria com os municípios e alunos do curso de turismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT) de Arraias, Instituto Federal do Tocantins (IFTO) de Palmas e da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT) de Araguaína.