De acordo com a unidade de Bombeiros a equipe foi acionada via 193 para uma ocorrência de agressão por arma branca.

Ricardo Almeida/Da Redação

Um homem de 41 anos foi morto com um golpe de faca após supostamente após uma discussão. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira (01), no Bairro Santo Antônio, em Colinas do Tocantins (TO). O homem foi morto pelo próprio irmão.

De acordo com a unidade de Bombeiros a equipe foi acionada via 193 para uma ocorrência de agressão por arma branca. Chegando ao local, a vítima foi encontrada em decúbito ventral e ao realizarmos as avaliações, notamos uma perfuração de aproximadamente 5 cm na altura da artéria carotídea esquerda.

 "Havia uma grande quantidade de sangue no chão de Miguel dos Santos Barros e o paciente já se encontrava sem sinais vitais e com sinal de morte evidente. Segundo terceiros presentes no local, a vítima teria sido esfaqueada em outra residência da qual já havia perdido sangue e correu aproximadamente uns 150 metros aonde foi encontrada. Posteriormente, realizamos contato com a perícia e IML que após sua chegada, ficaram responsáveis pelo corpo", disse um dos socorristas que estavam de plantão.

Ao DT A Secretaria da Segurança Pública informou que no final da manhã da última segunda-feira, 1º, Miguel do Nascimento Barros, 41 anos, foi morto a facadas pelo próprio irmão L.N.B., 42 anos, no setor Santo Antônio, em Colinas do Tocantins. 

O autor foi capturado em flagrante pela Polícia Militar e conduzido até à 6ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Colinas, onde será ouvido pelo delegado plantonista. A autoridade policial ratificou a prisão em flagrante pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil. Após os procedimentos legais cabíveis, o preso foi encaminhado para a unidade prisional local, onde permanece à disposição do Poder Judiciário.

Conforme apurado até o momento, os irmãos discutiram durante um churrasco em família, momento que o autor atacou a vítima, desferindo golpes com uma faca. A vítima chegou a correr, mas caiu e foi a óbito no local.

O corpo foi encaminhado para o Núcleo de Medicina Legal de Colinas, onde foi submetido aos exames de necropsia e já foi liberado aos familiares.

Segundo ainda a A Assessoria de Comunicação da Polícia Militar do Tocantins informa que uma equipe do 14º BPM foi acionada para atendimento de uma ocorrência de homicídio com uso de arma branca ocorrida em uma residência na Avenida Dom Orione, Setor Santo Antônio, em Colinas do Tocantins.

Ao chegar ao local, os policiais se depararam com a vítima caída ao solo. O Corpo de Bombeiros Militar prestava atendimento ao mesmo e confirmou o óbito. A Perícia Técnica e o IML foram acionados, assim como foi informada à autoridade policial de plantão sobre o ocorrido.

A equipe tomou conhecimento através de populares que o autor, irmão da vítima, teria fugido a pé e ainda estaria nas imediações. Com o intuito de captura-lo, a PM realizou patrulhamento, logrando êxito e localizando o indivíduo a cerca de 200 metros do local do fato, em uma residência, situada na Avenida Brasília. Ao ser abordado, o suspeito confessou a autoria do crime e disse que a motivação foi porque a vítima teria lhe ameaçado de morte.

Uma testemunha relatou que ambos os envolvidos estariam consumindo bebidas alcoólicas desde o dia anterior e que no momento do fato, estava em outro cômodo quando ouviu gritos de socorro, e ao se direcionar ao local, visualizou o autor com uma faca, tipo peixeira na mão do autor, após desferir golpes na vítima. O autor teria confessado autoria do fato, lhe entregando a faca utilizada no crime e saindo do local.

Os militares verificaram que no local respingos de sangue deixada pela vítima ao correr já ferido no pescoço, na região da jugular do lado esquerdo, por aproximadamente 300 metros, até cair sem vida na área externa da casa situada na Avenida Dom Orione.

O local foi isolado até a chegada da Polícia Técnico-científica, que procedeu com os trabalhos periciais.
O autor foi conduzido para a central de flagrantes, onde foi autuado em flagrante delito por homicídio doloso consumado.