Lázaro defende ida de Kátia para o PP "pelas vias normais": "não é só pegar um partido à força", diz

"Ela tem o seu mérito, mas poderia vir pelas vias normais, uma vez que o PP é a segunda maior bancada do Brasil", disse

Da Redação

Descontente com os rumores da possibilidade da senadora Kátia Abreu (PDT) mudar de partido e ainda comandar o PP no Tocantins, o ex-deputado federal e presidente da sigla no Tocantins, Lázaro Botelho, defendeu que a ida de Kátia seja “pelas vias normais” e não “tentar pegar o partido à força”.

“Quando uma pessoa quer vir para um grupo político, tem que ter entrosamento. Não é só pegar um partido à força como é o caso da senadora Kátia Abreu. Ela tem o seu mérito, mas poderia vir pelas vias normais, uma vez que o PP é a segunda maior bancada do Brasil”, defendeu.

Em fase de conversação para que retorne à Câmara Federal, no lugar do deputado federal e ex-governador do Tocantins, Carlos Gaguim (DEM), Lázaro contou que ainda conversará com Gaguim, mas o governador Mauro Carlesse é quem está comandando a articulação.

Palmas

Em Palmas está confirmada a filiação do vice-governador Wanderlei Barbosa no partido. Segundo Lázaro, Wanderlei será o candidato do PP a prefeito da Capital. “Estamos abrindo conversação com diversos líderes. Dentre eles, o que está confirmado é o nome de Wanderlei Barbosa no partido e como candidato a prefeito pelo PP em Palmas”, disse.

Interior

Conforme o Blog DT havia adiantado, a esposa de Lázaro, deputada estadual Valderez Castelo Branco, deve ser candidata à prefeita em Araguaína.  Porém, segundo Lázaro, a situação ainda está indefinida.

Em Colinas, o PP deve apoiar a reeleição do prefeito Adriano Rabelo (PRB). “Em Colinas nós temos muitos aliados como é o caso do prefeito Adriano Rabelo. Convidamos ele para que some conosco. Acredito que ele venha e, dessa forma, deveremos apoiar a sua reeleição”, finalizou.