Várias cidades brasileiras contaram com policiamento reforçado e uso de drones para auxiliar o trabalho.

Stephannie Lopes /Da Redação

A virada do ano foi marcada por ações intensivas das forças de segurança em diferentes pontos do país, com detenções e apreensões que refletem a complexidade do cenário de segurança durante as festividades de réveillon.

Na icônica Copacabana, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) reportou a detenção de 12 pessoas na madrugada desta segunda-feira. Além das prisões, os agentes realizaram apreensões significativas, incluindo celulares, cédulas de real e dólar, uma faca e uma réplica de pistola. A preocupação com a segurança levou a uma rigorosa operação de revista, resultando na coleta de 102 objetos perfurocortantes nos pontos de controle em todo o bairro.

O esquema de policiamento implementado contou com aproximadamente 3 mil policiais militares, abrangendo 30 pontos de bloqueios e 15 pontos de revista equipados com 150 detectores de metais. Além disso, 61 torres de observação e monitoramento aéreo, incluindo drones, foram utilizadas para garantir a segurança na Zona Sul da Cidade do Rio.

Na Paraíba, o reforço policial e ações preventivas da Polícia Militar durante o feriadão de réveillon resultaram em números expressivos. O balanço preliminar do Estado-Maior Estratégico da corporação revelou a apreensão de 19 armas de fogo em todo o estado.
Durante o período da Operação Boas Festas, mais de 230 pessoas foram conduzidas às delegacias, acusadas de crimes (210), atos infracionais (09) ou por estarem com mandados de prisão em aberto (17). No que diz respeito aos veículos, 14 foram recuperados, enquanto 123 foram removidos de circulação por irregularidades.

Esses números ressaltam a importância do trabalho conjunto das forças de segurança para garantir a tranquilidade durante eventos de grande porte, como as festividades de réveillon.