Plantão Policial

Operação Intramuros prende mais uma integrante de facção criminosa de atuação nacional

Esta é a maior ação de combate ao crime organizado no Estado. Cerca de 300 policiais participaram da operação realizada simultaneamente em 14 cidades tocantinenses.

Foto: Divulgação
  • Da Redação
  • 18 de abril de 2019

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Investigações Criminais – DEIC núcleo Paraíso prendeu na tarde desta quinta-feira,17, mais uma integrante de facção criminosa de reconhecimento nacional em atuação no Estado. A mulher integra o grupo de 61 pessoas presas após a deflagração da Operação Intramuros, realizada na última segunda-feira,15, em 14 cidades tocantinenses e também nos estados do Pará, Goiás e Piauí.

De acordo com o delegado Eduardo de Menezes, responsável pela operação, até o momento 40 pessoas presas já foram ouvidas. “Realizamos 18 interrogatórios em Paraíso na terça-feira. Nesta manhã ouvimos 12 mulheres presas em Palmas e Paraíso e à tarde ouvimos outros 10 homens presos na Casa de Prisão Provisória de Palmas”, afirmou. Ainda de acordo com o delegado, os demais presos em outras 12 cidades do Estado serão ouvidos pelos delegados responsáveis de cada município e os depoimentos serão anexados aos documentos da operação.

Intramuros

Para a Polícia Civil, esta é a maior operação de combate ao crime organizado no estado, exigindo seis meses de complexo trabalho investigativo. Até o momento, 61 pessoas foram presas e apreendidos 1,5 kg de crack, 1 kg de maconha, além de duas armas de fogo. A operação contou com cerca de 300 policiais civis do Estado por meio das delegacias Especializada na Repressão a Narcóticos – DENARC, da unidade do Ciopaer, do Grupo de Operações Táticas Especiais – GOTE, entre outras unidades da Polícia Civil e agentes do Sistema Prisional do Tocantins.

LINK CURTO: https://diariotocantinense.com.br/r/FT

Deixe seu comentário: