O jovem está sendo investigado por realizar rifas digitais, prática considerada ilegal no Brasil

Ascom

Mais um influenciador digital de Palmas está sendo investigado pela Polícia Civil por envolvimento na prática de rifas digitais. Na manhã desta sexta-feira, 22, policiais da 4ª Delegacia de Polícia de Palmas e da Deleagro cumpriram um mandado de busca e apreensão na casa do jovem de apenas 22 anos.

Na residência do influenciador, foram encontrados R$ 14 mil em espécie, um carro Audi RS3 avaliado em R$ 144 mil, um jet ski, dois smartphones iPhone 14 Pro Max e relógios. O jovem estava sendo investigado desde março por ter realizado mais de 20 rifas digitais, prática considerada ilegal no Brasil. 

O delegado que conduziu a ação, Rodrigo Saud, destacou que o jovem também pode responder por lavagem de dinheiro. "Todo o material apreendido hoje será encaminhado para a perícia. Se for comprovada a lavagem de dinheiro, a pena pode chegar a 10 anos, além de multa."

Entenda por que as rifas digitais são ilegais

O sorteio de rifas só pode acontecer se for autorizado pela Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria do Ministério da Economia (Secap/ME) na modalidade filantrópica, ou seja, para a manutenção de entidades ou ações sem fins lucrativos. As instituições podem requerer junto à Secap a autorização para realizar o sorteio, porém, devem cumprir uma série de requisitos estipulados pela Secretaria e ao fim, realizar a prestação de contas sobre o valor arrecadado. 

A entidade que recebeu os valores deverá informar para qual fim o dinheiro foi destinado, por exemplo, se foi para pagar contas da instituição ou para alguma ação. Outro critério é que o dinheiro das vendas seja depositado em uma conta bancária em nome da instituição filantrópica.