Polícia realiza operação para apurar fraudes em contratos de aquisição de cestas básicas

A apuração é para determinar se houve desvios de recursos e quem são os responsáveis pelas compras.

Da Redação

A Polícia Civil do Tocantins está investigando supostas fraudes na contratação de empresas que fornecem cestas básicas no Tocantins. Como os contratos foram emergenciais, acabaram sendo feitos sem licitação. A apuração é para determinar se houve desvios de recursos e quem são os responsáveis pelas compras.

Uma força-tarefa da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (DRACCO) cumpriu mandados nesta terça-feira, 4, em duas cidades: Palmas e Guaraí. A Secretaria de Segurança Pública não divulgou quem são os alvos, quais órgãos fecharam os contratos ou a quantidade de pessoas detidas.

As cestas básicas deveriam ter sido usadas para atender famílias que foram prejudicadas economicamente pela pandemia de Covid-19. Segundo a SSP, a operação teve parecer favorável do Ministério Público e foi autorizada pela Justiça. O inquérito segue aberto.