Em suas redes sociais, a prefeita de Gurupi rasgou elogios ao ex-prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas

Da Redação

Nesta última segunda-feira 7, a política tocantinense levou uma espécie de susto. O possível candidato ao Governo do Tocantins, Ronaldo Dimas (PODEMOS), apareceu ao lado da principal aliada de Mauro Carlesse (PSL), na região sul do Estado: Josi Nunes (PSL). Em suas redes sociais, a prefeita de Gurupi rasgou elogios ao ex-prefeito de Araguaína, demonstrando uma aproximação política. O fato chamou atenção, pois Dimas teria tentado, até pouco tempo, ligar o nome do governador interino Wanderlei Barbosa (sem partido) ao grupo político de Carlesse.

Para analisarmos este contexto, é importante lembrarmos de dois fatos. Logo após o afastamento de Mauro Carlesse da cadeira do Palácio Araguaía, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), veio à tona na imprensa o total isolamento de Wanderlei Barbosa enquanto vice-governador, o que gerou ações enérgicas do mesmo nos seus primeiros atos como governador, a exemplo das exonerações dos principais nomes ligados à Carlesse, seu pelotão de choque no Governo.

O outro fato refere-se à vitória de Josi Nunes na disputa pela Prefeitura de Gurupi. Sua companha teria sido totalmente comandada por Mauro Carlesse e sua equipe de Governo, o que ainda pode custar caro para a prefeita devido a uma suposta utilização da estrutura do Governo do Estado para o êxito nas eleições de Gurupí. Essa irregularidade fez com que a Justiça Eleitoral cassasse, em primeira instância, os mandatos de Josi Nunes e seu vice. O Processo corre na Justiça. 

A força de Carlesse é tamanha sobre Josi Nunes que o vice-prefeito, Gleydson Nato (PTB) é indicação direta do governador afastado e a atual secretária de administração do município é Juliana Passarin, ex-secretária estadual de Infraestrutura, na gestão Carlesse, e um dos nomes fortes do grupo do governador afastado.

A aproximação de Ronaldo Dimas ao grupo de Carlesse mostra uma certa concordância com suas práticas políticas, pois ao tentar colar Wanderley no governador afastado é Dimas que aparece se aproximando de seu grupo, de uma gestão municipal que também está no foco da Justiça por possíveis atos de ilegalidade.

O DT abre espaço para que os envolvidos possam comentar o assunto.