Senadores e deputados da base do governador reeleito e que apoiam a reeleição de Bolsonaro também participaram do evento

Marco Antônio Gama/Da Redação

"Pra dar oportunidade, pra dar emprego, pra trazer a dignidade, é por isso amigos e amigas, que nós não podemos errar, não é momento de retroceder, é momento de olhar pra frente, de olhar pra alguém que cuida da família, que cuida do evangélico, que cuida do agronegócio, que cuida do povo e o capitão que nós adoramos, o capitão que o Brasil escolheu, é o capitão que eu vou votar", afirmou o governador Wanderlei Barbosa, na noite desta terça-feira, 26.

O discurso ocorreu  durante evento onde o governador estava acompanhando de políticos e autoridades em um trio elétrico na Praça dos Girassóis, em um ato pró-Bolssonaro.

Centenas de pessoas participaram do ato. Entre as autoridades presentea estavam a senadora eleita Dorinha Seabra (UB) e do deputado federal Carlos Gaguim (UB). Eduardo Gomes, líder do governo Bolsonaro na câmara, também esteve presente. O convite foi compartilhado pelos três políticos nas redes sociais. Na chamada, constava que  a reunião era realizada por prefeitos, evangélicos, produtores rurais e professores.

Segundo turno presidencial

A menos de uma semana para o retorno do eleitorado brasileiro as urnas para a escolha do Presidente da República, Wanderlei Barbosa acatou determinou no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, que as empresas que operam linhas intermunicipais no estado, oferecem passagens gratuitas aos eleitores que votarem em outro município.

A medida atende a aula recomendação do Superior Tribunal Federal (STF), para a garantida do direito ao voto. O eleitor deverá apresentar no embarque, comprovante de quitação eleitoral e que comprove o local de votação. Só terá direito a passagem de volta, o eleitor que tiver feito o uso do benefício no trajeto de ida. A Agência Tocantinense de Regulação (ATR) será responsável pela operacionalização da gratuidade.

Reforço policial para o PT

O presidente da Federação Brasil dá Esperança - Fé Brasil no estado, deputado estadual, Zé Roberto Lula, realizou reuniões na manhã desta terça-feira, 25, com o comandante-geral da Polícia Militar do Tocantins, Coronel Márcio Barbosa, e logo após, com o secretário de Estado da Segurança Pública, Wlademir Costa, para solicitar o auxílio da Polícia Militar e Civil nos atos dos últimos dias da campanha presidencial.

O pedido do partido ocorre após ataques registrados no último final de semana, contra eleitores participantes do ato "Ciclistas com Lula em Palmas".

Zé Roberto afirmou que "militantes foram ameaçados com fuzil em uma rotatória durante o trajeto, na Graciosa um apoiador do candidato adversário tirou um facão para ameaçar um dos apoiadores de Lula. Até aqui tivemos uma campanha pacífica, mas nesta reta final, pela proteção das pessoas que estarão na campanha nas ruas de Palmas nos próximos dias, vamos precisar de acompanhamento", argumentou o político.

Confira abaixo o video

 

Governador Wanderlei Barbosa pede voto para Bolsonaro em praça pública - Diário Tocantinense